Laboratório de Análises Químicas

Responsável: Profa. Virginia Ciminelli
Horário de Atendimento: 08:00 às 12:00 e 14:00 às 17:00
Equipe do laboratório: Filipe Augusto Tironi Alves, Patrícia Souza de Freitas Lopes e Prof. Emílio Osório Neto
E-mail: laq.demet@yahoo.com.br
Telefone de contato: (31) 3409-1802 e 3409-1723
Endereço: Av. Antônio Carlos, 6627 – Escola de Engenharia – Centro de Experimentação 1, Sala: 2700.

O Laboratório de Análises Químicas (LAQ) é responsável por realizar ensaios para a determinação de teores de metais em amostras sólidas ou líquidas. É um laboratório equipado com ampla variedade de instrumentação analítica, dentre as quais podem ser citadas: espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente (ICPOES – Inductively Coupled Plasma Optical Emission Spectrometry), espectrometria de massa com plasma acoplado indutivamente (ICPMS – Inductively Coupled Plasma Mass Spectrometry), espectrometria de absorção atômica (AAS – Absorption Atomic Spectrometry) e espectrometria de raios X por energia dispersiva (EDX – Energy Dispersive X Ray). Além disso, são feitas análises de carbono e enxofre por LECO, combustão, análises através de métodos clássicos de química por titulação.

As análises são solicitadas mediante preenchimento de uma guia de entrada de amostras (GEA). Na GEA estão contidas informações importantes sobre a natureza das amostras, os parâmetros a serem analisados e o método de análise pretendido. As amostras, em geral, precisam ser digeridas antes de analisadas, nos quais as amostras sólidas, com granulometria previamente definida, são totalmente ou parcialmente dissolvidas principalmente pela adição de ácido nítrico, clorídrico e fluorídrico (digestão triácida), seguida de posterior digestão assistida por micro-ondas ou bloco digestor. Também são empregados métodos de digestão com água régia e por fusão, sendo o principal fundente o metaborato de lítio.

A seguir serão apresentadas de forma sucinta algumas das análises instrumentais utilizadas no laboratório:

Espectrometria de emissão óptica com plasma acoplado indutivamente: O principio dessa técnica está na propriedade dos elementos químicos emitirem radiação eletromagnética característica quando esses são ionizados pelo plasma indutivo de argônio, que pode ter sua temperatura variando entre 7000 e 10000 K. Esse método é capaz de quantificar analitos em concentrações entre mg L-1 e µg L-1, sendo utilizado para determinação de metais de interesse ambiental majoritariamente em amostras de água, solo, sedimento, rejeitos de mineração, rocha, argila entre outras matrizes similares.

Espectrometria de massas com plasma acoplado indutivamente: Semelhante à técnica de ICPOES, o ICPMS faz uso do plasma indutivo de argônio para ionizar os átomos, contudo, a detecção dos íons é feita de acordo com sua razão massa/carga. Esta técnica é basicamente empregada na determinação de traços e ultra traços de metais principalmente em amostras de interesse ambiental (alimentos, solos/sedimentos e água), uma vez que sua sensibilidade chega a detectar a concentração de analitos na faixa de µg L-1 a ng L-1. Atualmente o laboratório desenvolve projetos em que o foco principal é a determinação de arsênio em arroz e água.

Espectrometria de absorção atômica: As atividades envolvendo as análises por meio desta técnica incluem amostras de solo, sedimentos e minérios, sendo os analitos de interesse analisados por chama Ar/Acetileno ou Óxido Nitroso/Acetileno, mediante a construção de uma curva analítica que satisfaça os objetivos da análise, sendo que a faixa de trabalho desse tipo de instrumento para comprimentos de onda mais sensíveis normalmente está entre 1 a 10 ppm.

Espectrometria de raios X por energia dispersiva: Outra análise rotineira no laboratório é a determinação qualitativa, e semi-quantitativa de metais pelo emprego da técnica espectroscopia de energia dispersiva de raios-x. Para esta análise não há necessidade de preparo químico prévio das amostras, cujas matrizes são as mais diversas possíveis: alimentos, solos, sedimentos, minérios, ligas metálicas, plásticos, componentes eletrônicos e muitas outras.

Top